Quinta, 21 de Janeiro de 2021
83 99389-4851
Brasil Brasil

Após 30% dos funcionários contraírem Covid-19, Hospital da Criança pede prioridade em vacinação

De acordo com a unidade de referência, percentual representa 461 casos entre os 1.497 colaboradores que integram as equipes

10/01/2021 07h32
113
Por: Redação Fonte: Metropoles
Após 30% dos funcionários contraírem Covid-19, Hospital da Criança pede prioridade em vacinação

Uma das principais unidades pediátricas do Distrito Federal, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) registrou 30,79% dos funcionários infectados pela Covid-19 desde o reconhecimento local da pandemia do novo coronavírus. O percentual retrata 461 casos no universo total de 1.497 colaboradores.

O balanço, que deve se repetir em outros hospitais de atendimento público na capital federal, motivou a superintendência da unidade de referência a solicitar ao secretário de Saúde, Osnei Okumoto, a inclusão da equipe de profissionais do HCB no grupo prioritário para a primeira etapa da vacinação no DF. De acordo com o programa divulgado pela pasta, os profissionais de saúde têm preferência na fila de recebimento quando houver disponibilidade do imunizante na rede pública local.

“Ao tempo em que o cumprimentamos, gostaríamos de solicitar sua anuência para que na, distribuição das doses de vacina para Covid-19, sejam incluídos os funcionários do HCB, bem como aqueles empregados de empresas terceirizadas que atuam no hospital, tendo em vista que os trabalhadores de saúde são do grupo prioritário para o recebimento da vacina. Nesse aspecto, impende esclarecer que o próprio HCB vai adotar as providências necessárias para aplicar as vacinas em seu quadro de pessoal, estagiários, residentes e terceirizados”, escreveu Renilson Rehem, superintendente do Hospital da Criança.

Embora atenda gratuitamente os pacientes, o HCB é uma organização social com gestão própria que recebe repasses dos cofres do Governo do Distrito Federal (GDF). A diferença de formato com os outros hospitais públicos acendeu o sinal de alerta da direção para que a unidade seja contemplada no plano distrital de vacinação contra a Covid-19.

“Temos acompanhado de perto a evolução da pandemia no Hospital da Criança, no sentido de evitar ao máximo o impacto da Covid-19 em toda a comunidade que frequenta a unidade. A vacinação é um momento esperado e toda organização prévia para que ela possa ocorrer com o mínimo de intercorrências de qualquer ordem foi realizada, inclusive o levantamento de informações detalhadas e atualizadas da nossa condição epidemiológica para a Secretaria de Saúde. Acredito que contribuímos assim para que a pasta possa planejar também o fornecimento da vacina aos profissionais de saúde, grupo prioritário como definido pelo Ministério da Saúde”, destacou ao Metrópoles o superintendente do HCB.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias