Quinta, 21 de Janeiro de 2021
83 99389-4851
Saúde Vacinação

Mais de 20 ginásios serão espaços de vacinação contra covid-19 em João Pessoa, garante prefeito após reunião com ministro da Saúde

No encontro ainda ficou definido que o Governo do Estado será responsável pelo transporte e pela compra de agulhas e seringas e que ficará a cargo do Governo Federal a aquisição das doses.

14/01/2021 16h06
80
Por: Redação Fonte: Assessoria
Cícero Lucena participa de reunião com prefeitos e ministro da Saúde Eduardo Pazuello sobre a questão da vacinação contra covid-19. (Foto: Reprodução/Instagram)
Cícero Lucena participa de reunião com prefeitos e ministro da Saúde Eduardo Pazuello sobre a questão da vacinação contra covid-19. (Foto: Reprodução/Instagram)

Mais de 20 ginásios esportivos serão espaços de vacinação contra covid-19 em João Pessoa. Foi o que garantiu o prefeito Cícero Lucena (Progressistas) após reunião, nesta quinta-feira (14) com ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Participou também da reunião, o vice-prefeito Léo Bezerra (Cidadania). A reunião aconteceu com prefeitos de todo o País para definições sobre o Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19. No encontro, definiu-se que ficará a cargo dos municípios a logística de armazenamento e aplicação das doses.

Cícero Lucena garantiu que a cidade vai estar preparada para o início imediato da imunização. "Já traçamos todas as estratégias necessárias para que possamos fazer a nossa parte, que é armazenar em nossa rede fria, bem como a aplicação em postos que serão devidamente informados à população para que possamos de forma rápida atender os grupos prioritário, no qual incluiremos profissionais da educação", informou. 

De acordo com o secretário municipal da Saúde, Fábio Rocha, 22 ginásios esportivos já foram contatados para servirem de espaço de vacinação. "A aplicação também será feita nos hospitais e à domicílio nos casos em que isso for necessário", afirmou.

O secretário de Saúde e a secretária executiva Rossana Sá também participaram da reunião remota. A definição das prioridades vai atender à legislação federal, sendo iniciada pelos grupos de risco.

No encontro ainda ficou definido que o Governo do Estado será responsável pelo transporte e pela compra de agulhas e seringas e que ficará a cargo do Governo Federal a aquisição das doses. Serão oito milhões neste primeiro momento. Dois milhões chegarão ao país em 48 horas, vindos da Índia com selo da AstraZeneca. Outras seis milhões de doses da Coronavac estão em produção.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias