Segunda, 20 de Setembro de 2021
83 99389-4851
Cultura Sapé

Poesia, Ecologia, Política e Luta: Sapé reúne um grande potencial histórico-turístico.

.

25/04/2021 11h29 Atualizada há 5 meses
174
Por: Redação Sapé na Web
Sapé 1922
Sapé 1922

 

O município de Sapé, localizado na Paraíba, aproximadamente a 42km da capital João Pessoa, possui um grande potencial histórico-turístico que talvez seja pouco explorado, ao menos como uma rota que pode ser interligada entre alguns pontos de memória e preservação.

Para início de conversa, temos o Memorial Augusto do Anjos que faz parte de um roteiro literário localizado na antiga Usina Santa Helena (outrora pertencente ao Engenho Pau D´arco,) com acesso através da PB-004. No casarão onde viveu Augusto dos Anjos (1884-1914) um dos poetas mais importantes do Brasil, o turista pode desfrutar com mais intimidade da vida e obra do autor do clássico “EU” obra que é considerada uma das maiores expressões poéticas do pré-modernismo. O memorial conta com estrutura para acolhimento de estudantes e turistas que podem conhecer desde as instalações, objetos da época bem como o conhecido Pé de Tamarindo retratado pelo autor. O ambiente ainda é palco de Saraus Poéticos onde reúne talentos locais e regionais para degustar da boa poesia inspirada pelo Patrono da Primeira Cadeira da Academia Paraibana de Letras.

Se tratando tanto da Ecologia como da Política, Sapé não deixar a desejar, pois a Reserva Particular do Patrimônio Natural Fazenda Pacatuba que está localizada dentro da fazenda com cerca de 2.600 hectares, possui um rica área de preservação de 266,53 hectares da Mata Atlântica, que assim como já mencionamos na matéria anterior, a zona representa um importante bolsão protetor da fauna e flora do Brasil, pois nela existem variadas espécies típicas desses ecossistema que estão em extinção.

Mas, não para por ai, pois na referida fazenda situasse a residência do primeiro prefeito do município de Sapé. Gentil Lins nasceu em 1878 em São Miguel do Taipu/PB e tornou-se prefeito em 1925 em Sapé. A casa de Gentil Lins, mantem vestígios da época a escravatura, além de ser uma expressão viva do coronelismo da República Velha na região, fato este que chamou atenção da secretaria de Educação, Esporte e Cultura Fernanda Cabral em vista recente ao casarão.

Por último, mas não menos importante, temos o Memorial das Ligas Camponesas que está localizado na casa onde viveu João Pedro Teixeira (1918-1962) na Zona Rural de Barra de Antas. João P. Teixeira foi um líder do movimento que incendiou o Brasil levantando a bandeira da Reforma Agrária e do fim da exploração no campo na década de 1960. O município de Sapé foi palco da maior expressão das Ligas Camponesas, e sendo assim, tornou-se espelho para as demais manifestações e movimentos que denunciam a exploração e o latifúndio até hoje e que tem na figura de João Pedro Teixeira que foi assassinado pelos latifundiários como um líder/símbolo da luta pela terra no Brasil.

Como se não bastasse, esses e demais pontos que podem ser explorado, o município conta com um arquivo digital com milhares de fotos históricas da vida política e cultural do município chamada “Sapé de Outrora” que está disponível no Facebook. Está pagina é uma iniciativa do senhor Noel Barbosa que com a cooperação de amigos e admiradores, reuniu um extenso arquivo que poderia torna-se uma museu fotográfico somando mais um ponto turístico para uma rota histórico-turística.

 

Texto Emmanuel de Luna

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias