Terça, 22 de Junho de 2021
83 99389-4851
Política Discussão

Secretário chama presidente da Câmara de “bosta” e é barrado no plenário. Clima na sessão foi de embates e provocações entre novo bloco e a bancada do governo

Vereadores anunciam formação de bloco independente e secretário é barrado na Câmara Municipal de Sapé

10/06/2021 21h13
694
Por: Redação Portal Sapé na Web Fonte: Portal GPS
Secretário chama presidente da Câmara de “bosta” e é barrado no plenário. Clima na sessão foi de embates e provocações entre novo bloco e a bancada do governo

Depois da audiência pública realizada ontem (9), convocada pela mesa diretora da Câmara Municipal de Sapé para discutir a reforma do Regime Próprio de Previdência Municipal (Prev-Sapé), em que foram grandes as críticas ao projeto do Executivo, o clima esquentou no Legislativo Sapeense e na sessão ordinária de hoje (10) foi anunciada a formação de um bloco parlamentar independente, que inclusive apresentou pedido de informação ao Executivo solicitando dados e documentos da contabilidade e estudo atuarial do Prev-Sapé para embasar a elevação de alíquotas da contribuição previdenciária dos servidores públicos efetivos do município de Sapé.

O novo bloco é formado por cinco vereadores, tendo como líder o vereador Rubens Luís Lucena da Silva (Rubinho – PSDB); vice-líder Adriano José dos Santos Silva (Adriano de Inhauá – PSDB) e como membros os vereadores Antônio João Adolfo Leôncio (Tota Leôncio – DEM), que é irmão da vice-prefeita Lenilda Leôncio; Arquimedes Natércio Santos de Freitas (PP) e José Roberto dos Santos Silva (Nego Simplício – PP). Abrão Júnior (Podemos) ressaltou que, como presidente da Casa, não poderia fazer parte do bloco, mas também se declarou independente e que apoiaria o novo grupo parlamentar.

Durante a sessão, os vereadores justificaram a postura independe, deixando assim de compor a maioria que defendia o governo. Dentre os argumentos, a falta de respeito, a dificuldade de acesso a informações e de diálogo com o Executivo foram apontados como o estopim do rompimento. O novo grupo destacou que assume uma postura independente, votando a favor do que for de interesse da população, independente de quem seja o autor da propositura.

O Vereador Tota Leôncio disse que tem dificuldades de acesso ao prefeito e até aos secretários, ao ponto de não ser recebido pelo chefe do Executivo. Já o vereador Nego Simplício ressaltou a falta de respeito e de diálogo, e que o prefeito não atende aos pedidos de audiência para tratar de assuntos de interesse da comunidade.

Rubinho Lucena, líder do novo bloco, apontou a dificuldade de obter informações até para embasar votos em projetos, destacando como fracas e pífias as informações dadas pelo Executivo aos vereadores para votar uma matéria de grande importância como é o da reforma do Prev-Sapé.

Arquimedes Nartécio renunciou à liderança da maioria do governo e atribuiu ao líder do governo, Vereador Davyd Matias (Podemos), o possível rompimento do grupo independente com a bancada do governo, alegando que a discórdia teria o “dedo” do vereador Davyd.

Com a formação do bloco independente e com a oposição das vereadoras Teresinha Danielle Virgínio dos Anjos (Cidadania) e Maira Massa da Cunha (PP), que está de licença maternidade, o prefeito Sidnei Paiva (Podemos) perde a maioria da bancada, e em muitas votações, poderá inclusive ser necessário o voto de minerva do Presidente Abrão Júnior para desempatar o resultado.

Barrado na Câmara

Outra treta política ocorrida na sessão de hoje da Câmara Municipal de Sapé foi o bate-boca nos corredores da Casa em que levou o presidente Abrão Júnior a impedir a entrada do secretário municipal de Planejamento, José Agamenon Gomes de Brito (PL), conhecido como Marcone Mãozinha.


O secretário, que é vereador eleito e foi nomeado como para a pasta do Planejamento da Prefeitura, queria assistir à sessão no plenário da Câmara, e, segundo o vereador Abrão Júnior, o motivo do impedimento do acesso ao plenário teria sido por conta da aglomeração de pessoas, já que no local já se encontravam vereadores, funcionários e a equipe de Câmara TV e que teria de manter o protocolo sanitário por conta da pandemia.

O secretário não teria gostado de ser barrado e chamou o presidente de “bosta”, segundo revelou o vereador Arquimedes em fala no plenário. O presidente disse que a presença de secretários ou de qualquer outra autoridade no plenário da casa só se daria através de convite ou convocação, e quando a Câmara convidou o ex-secretário Normando Paulo Filho, o Executivo não o enviou para dar as explicações na época requeridas.

O clima na sessão foi de embates e provocações entre o novo bloco e a bancada do governo, e os próximos capítulos definirão as peças do xadrez político, pois já se fala até na composição da câmara para o segundo biênio, e das articulações do Executivo em eleger o vereador Davyd Matias, o que estaria desagradando aos demais pretensos candidatos e do próprio presidente Abraão Júnior.

Assista à sessão Câmara no link abaixo: https://www.facebook.com/camarasapeoficial/videos/155904126525932

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias