Domingo, 28 de Novembro de 2021
83 99389-4851
Polícia Policia

Suspeito de matar paraibano sargento do Exército em Manaus recebeu R$ 65 mil para cometer crime, afirma polícia

Lucas Ramon Guimarães, de 29 anos, foi executado a tiros em cafeteria que era proprietário

24/11/2021 10h00
152
Por: Redação Sapé na Web Fonte: Portal Correio
Suspeito de matar paraibano sargento do Exército em Manaus recebeu R$ 65 mil para cometer crime, afirma polícia

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) prendeu o homem investigado pela autoria da morte do sargento do Exército Lucas Ramon Guimarães, de 29 anos. O crime ocorreu no dia 1º de setembro deste ano, em uma cafeteria de propriedade da vítima, no bairro Praça 14 de Janeiro, zona sul de Manaus (AM). Na ocasião, Lucas foi executado a tiros. As imagens das câmeras de segurança do local registraram a ação criminosa.

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), as equipes estavam trabalhando há dois meses para elucidar o crime e nesse período, foi feito um levantamento minucioso para chegar ao autor do homicídio de Lucas.

“No decorrer das investigações, descobrimos que o suspeito recebeu uma quantia de R$ 65 mil para matar o sargento. A partir das informações coletadas, solicitamos à Justiça pelo mandado de prisão temporária em nome dele, e a ordem judicial foi expedida em 20 de novembro, pela juíza Careen Aguiar Fernandes, da Central de Plantão Criminal”, informou o delegado.

O delegado falou ainda que após o mandado ser decretado, as equipes conseguiram localizar e prender o homem, que estava escondido na casa da mãe, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste de Manaus.

“Durante depoimento, o infrator confessou a autoria do crime e disse que utilizou o dinheiro para comprar uma motocicleta, roupas, calçados e substâncias ilícitas. Na delegacia, foi verificado que o suspeito já possui dez passagens pela polícia, pelos crimes de roubo e tráfico de drogas”, relatou Cunha.

O titular da DEHS afirmou que as investigações agora pretendem descobrir o envolvimento de outras pessoas na ação criminosa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias